//Conheça os grupos que disputam a semifinal online até o dia 03 de setembro!

 

Conheça os grupos que disputam a semifinal online até o dia 03 de setembro e participe da votação!

Alert.MeDoe-seéSaúdeFocaíHappy PetKids NightTudo A e YoobSes (em ordem alfabética). Esses oito grupos participam da disputa online do Startup in School 2018, até 03 de setembro. Desde o dia 20 de agosto, os video-pitchs (vídeos criados pelos próprios alunos para apresentar seus projetos) estão disponíveis no canal da , no youtube. Os 04 vídeos com maior número de curtidas, contabilizadas entre 20 de agosto e 03 de setembro, vão para a disputa no Day Camp, a grande final do SiS, que acontece em 16 de outubro, no campus do Google, em São Paulo.

 

Vencedores em suas Etecs, com a conquista das notas mais altas, na avaliação do júri de especialistas nas áreas de tecnologia e empreendedorismo, os grupos trazem projetos com propósitos diferentes, entre si e sonham em conquistar uma vaga na grande final. Conheça os desafios apontados pelos semifinalistas e saiba como chegaram até aqui.

 

Os critérios considerados pelos jurados que os trouxeram à semifinal incluíram: entendimento do público-alvo, inovação, impacto na vida dos usuários, sustentabilidade financeira, viabilidade técnica e protótipo. Mas, entender o olhar por trás dos projetos desses 47 alunos pode revelar muito sobre o que mobiliza, engaja e encoraja jovens criativos e empenhados em colaborar com um mundo melhor.

 

De onde surgiram os projetos e o que ficou?

 

O app Doe-se (Etec Philadelpho Gouvea Netto/São José do Rio Preto-SP), que visa proporcionar maior acessibilidade e visibilidade nas doações sanguíneas, surgiu da experiência de um dos integrantes do grupo, ao presenciar de perto a angústia e frustração de uma família, que buscava uma doação de medula urgente e não teve sucesso, por falta de doador. Sobre o aprendizado do SiS, os alunos do Doe-se consideram o legado muito valioso, sob diferentes aspectos. Eles gostariam que todos pudessem aprender sobre empreendedorismo, se envolver e se aprofundar nesta área, pois com esse conhecimento poderiam alavancar muitas oportunidades e saberiam como cuidar e controlar sua vida pessoal e profissional.

 

O Happy Pet (Etec de Guaianazes/Capital) nasceu de uma avaliação crítica ao segmento pet. Para a aluna Stephanie Silva, “Além de preços absurdos, os animais são tratados como um produto. Dessa situação nada agradável, surgiu a ideia de criar um aplicativo para facilitar a união dos amantes de animais aos que precisam de amor”. O app visa auxiliar pessoas que queiram adotar pets e instituições que queiram divulgar feiras de adoções de animais de estimação.

Na Etec Jorge Street (São Caetano do Sul), o estudante Weverton Rodrigues dos Santos conta que o Tudo A veio da necessidade de uma integrante do grupo. “Ela precisava comprar um livro para seu curso de informática. Mas, era muito caro. Então, tivemos a ideia de criar um app para facilitar a troca de livros e a venda por um preço mais acessível”. Para inspirar futuros participantes com a experiência no SiS, o grupo destaca uma importante conquista pós-SiS.Depois dessa experiência, nosso pensamento atingiu outro nível. Ficou muito mais acelerado, conseguimos pensar de forma mais rápida, em tudo. Em um trabalho de escola, inclusive, sempre saímos na frente dos demais”, enfatiza o aluno.

O Kids Night (Etec de Cubatão) também veio de uma demanda real de uma das integrantes. “Sempre tive problemas em encontrar pessoas para cuidar dos meus filhos para que eu pudesse trabalhar ou estudar. Por isso, pensei nas babás noturnas e todos do grupo gostaram da ideia”, celebra a aluna Rita de Cássia Brito Vilela. Para a equipe do Kids night, os três maiores aprendizados da participação no SiS foram o desenvolvimento da capacidade de solucionar problemas, as habilidades de programação e o exercício sobre como tirar um projeto do papel.  

 

O aplicativo Alert.Me (Etec Lauro Gomes/São Bernardo do Campo) nasceu da sugestão de voluntariado de um dos integrantes do grupo, que observou dificuldades em doações para pessoas em situações de vulnerabilidade social. Daí surgiu o projeto para conectar moradores de áreas de risco com colaboradores (voluntários e doações). O app é voltado também para facilitar o trabalho voluntário nesses locais.  Criar uma maneira para monetizar um projeto desse tipo foi um grande desafio para o grupo, que a princípio não sabia como unir caridade ao lucro. Os autores do Alert.Me apontaram ainda para a dificuldade em encontrar um tempo disponível para o trabalho em grupo “No final, conseguimos superar esses desafios, e pudemos nos apoiar mutuamente e confiar na habilidade de cada um para chegarmos até aqui”, complementa.

 

O app éSaúde (da Etec Dr. Nelson Vianna/Tietê) surgiu de uma reflexão sobre as necessidades das famílias.  “Com isso, chegamos a uma carência presente na vida da minha avó, que tem dores frequentes na coluna e pernas e dificuldade para ir até o posto de saúde retirar seus remédios. O grupo pensou que seria útil a criação de um aplicativo para facilitar a vida dos idosos, que precisam de remédios, incluindo um serviço de entrega a domicílio”, explica a estudante Laiza Fulini.

 

A maioria dos integrantes do grupo do app Focaí (Etec Prof. Horácio Augusto da Silveira/Capital) são estudantes em tempo integral e que também cursam o técnico.  Para eles, as aulas acabam sendo cansativas e maçantes. “Ter que chegar em casa e estudar, depois de um longo dia é muito puxado. Então, notamos que faltam aplicativos focados em contribuir com os desafios de aprendizado de alunos com esse perfil. Foi assim que pensamos no Focaí. O projeto visa atuar de forma mais dinâmica, colaborativa e interativa de aprendizagem, e também se propõe a ampliar a integração entre alunos e professores”, detalha  a aluna Vitória Marussi.

O aplicativo YoobSes (Etec Mairiporã) surgiu da percepção de um dos integrantes do grupo sobre as dificuldade de pessoas próximas, sem experiência, entrarem no mercado de trabalho. “As empresas sempre exigiam experiência deles, mas eles buscavam seu primeiro emprego. Então, surgiu a ideia do YoobSes, que  tem o objetivo de conectar jovens que querem entrar no mercado de trabalho a empresas interessadas em seus serviços”, explica o estudante Matheus José.

 

“Podemos dizer que nossa maior superação foi a corrida contra o tempo, que era sempre muito curto. Precisávamos discutir as ideias, usar as ferramentas, realizar  as atividades, a apresentação e, principalmente, trocar a nossa ideia inicial por uma ideia mais viável”, revela a aluna Giuliana Campo do grupo YoobSes.

 

Os estudantes da Etec Mairiporã dizem que o SiS os ensinou como devem continuar com suas ideias e transformá-las em algo bem maior do que imaginado inicialmente. “Ensinar isso na escola seria bom, pois muitas ideias excelentes seriam executadas e o mundo começaria a mudar com a criatividade, determinação e inovação. Também ficou claro que é sempre possível criar algo inovador mesmo com limitação de recursos”, conta Maria Gabriela.

 

Grupos e Integrantes

 

Aplicativo Alert.Me – Etec Lauro Gomes

Aline Teixeira

Bruna Morais Menezes

Damiao Sousa

Hermes Junior

Ígor Santos Botelho

Nadyne Marcella B. de Luzia

 

Aplicativo Doe-se – Etec Philadelpho Gouvêa Netto

Davi Massaru Teixeira Muta

Gabrielle Stevanelli

Jhulia Braga

João Antonio de O. Braga

João Victor Garcia Soares

Luis Henrique Silva

 

Aplicativo éSaúde – Etec Dr. Nelson Vianna

Douglas Almeida Siaticoqui

Juliana Domingues

Laíza Fulini

Leonardo Goulart Homem

Michel Marcon Milian

Milena Rafaela Camporesi Roberto

Wesley Assunção

 

Aplicativo Focaí – Etec Prof. Horácio Augusto da Silveira

Gabriel Gonçalves Meira

Joabe Thomas

Hemerson Toné

Vitória Marussi

Samuel Alves

 

Aplicativo Happy Pet – Etec de Guaianazes

Ezequiel Santos Matos

Guilherme Ferreira

Katia Helena B.Alves

Lucas Daniel S. Silva

Stefany Alves

Stephanie Ferreira

 

Aplicativo Kids Night – Etec de Cubatão

Fábio De Zhi Wu

Lauanda Souza

Lucas Silva de Santana

Pedro Henrique dos santos

Rita de Cássia Brito Vilela

 

Aplicativo Tudo A  – Etec Jorge Street

Beatriz Santos

Douglas Tamada

Henrique Beltrão

Luisa de Barros

Thaiky Hirota

Weverton Rodrigues

 

Aplicativo YoobSes – Etec de Mairiporã

Eduardo Vinicius

Giuliana Campo Garcia

Isabela Ramos

Maria Gabriela Sant’Anna

Matheus José

Victor Augusto

 

By |2018-08-24T14:34:18+00:00agosto 13th, 2018|Startup in School|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment